Buscar

Certificação Green Belt: o que é e onde fazer?

Muitas pessoas têm dúvidas sobre o que é ou como tirar a certificação em Green Belt. Se você busca saná-las, basta ler esse post :D


Em uma pesquisa realizada pela Organização Mundial da Saúde - OMS (2010) foi levantado que cerca de 20% a 40% dos gastos em saúde são desperdiçados por ineficiência. Para reduzir esse percentual, você sabe o que precisa ser feito?



Conhecer a metodologia Lean Six Sigma é o primeiro passo!


Com a certificação em Green Belt - parte do Lean Six Sigma – temos um profissional que sabe como agir para reduzir desperdícios em sua unidade de saúde e aumentar o valor agregado ao cliente final, que nesse caso são os pacientes.

Este profissional será capaz de identificar problemas, desenvolver projetos e solucionar problemas variados, sempre em conjunto com seus gestores e prezando pelas etapas do DMAIC: Definir, Medir, Analisar, Melhorar e Controlar.


Mas, além do DMAIC, existem vários métodos e ferramentas que costumam ser apresentadas aos participantes da formação em Green Belt. E dentre as 7 ferramentas básicas da qualidade que lhes são ensinadas, todas passíveis de aplicação em um projeto na área da saúde, estão:


  • Fluxograma: utilizado para mapear processos;

  • Cartas de controle (CEPs): colabora para identificar instabilidades nos processos;

  • Diagrama de Ishikawa: usado para identificar problemas, suas causas e efeitos;

  • Folha de Verificação: trata-se de uma ferramenta básica de monitoramento;

  • Histograma: utilizado para monitorar variações nos processos;

  • Diagrama de dispersão: analisa duas variáveis, verificando se ambas têm alguma relação, se a correlação entre elas é fraca ou forte, etc;

  • Diagrama de Pareto: ajuda na priorização de problemas, do maior ao menor.


Cada uma serve para instalação da cultura e práticas do DMAIC e devem ser aplicadas nos projetos com cautela. Contudo, antes de especificar sobre a importância das ferramentas para formação em Green Belt, o que acha de saber sobre a metodologia em que se baseiam, o Lean Six Sigma?

Se você atua em uma unidade de saúde, busca reduzir erros ou desperdícios no seu ambiente de trabalho, basta continuar a leitura! Tópicos que serão abordados no decorrer desse post:

  • O que é a metodologia Lean Seis Sigma;

  • Quais são as vantagens da formação em Green Belt;

  • Como tirar a certificação Green Belt.

Metodologia Lean Seis Sigma: o que é?

O Lean Seis Sigma é a junção de duas metodologias:

  • Lean, que surgiu na Toyota; e

  • Six Sigma, que teve origem na Motorola.

Enquanto o Lean envolve o mapeamento de processos e combate aos desperdícios, o Six Sigma visa diminuir erros e defeitos, seja em um processo ou no próprio serviço prestado.

A metodologia lean pode ser aplicada quando houver desperdícios ou falhas evidentes em um processo, enquanto a segunda pode ser optada no caso em que as causas raízes de problemas ou fatores de desempenho nos processos são desconhecidos.

Sobre a aplicação:


Para se ter um breve exemplo, em 2017 o Ministério da Saúde começou o projeto “Lean nas Emergências”. Desde então tiveram ganhos como aumento na eficiência até melhorias na rapidez e agilidade nos processos dos hospitais.

Durante a implementação do projeto, médicos e especialistas de processos visitavam as unidades de saúde, treinavam a equipe e planejavam ações de melhorias no local, isso apenas com o Lean, então imagine as duas metodologias aplicadas em conjunto - é certo que trarão resultados mais do que positivos também!

Vale destacar que nem sempre é fácil colocar os conceitos e aprendizados de ambas em prática. Para isto é necessário conhecimento. E quando se fala em conhecer um método, as técnicas e ferramentas que o abrangem é importante entender que:


O Lean Seis Sigma engloba formações diferentes, que variam de acordo com seu nível em uma empresa ou do quanto gostaria de se destacar no mercado de trabalho. Dentro dessa metodologia existem certificações em White Belt, Yellow, Green, Black e Master Black Belt. O Green Belt, por exemplo, está no nível intermediário:


Depois do Master em Black Belt também existe o papel do Champion – profissional que atua como patrocinador dos projetos. Para atingir o nível que está na base da pirâmide não é rápido, pode ser necessário alguns anos e vale salientar que as formações trazem incontáveis benefícios quando se fala do mercado de trabalho.


Mas, quais as vantagens da formação em Green Belt?


No infográfico abaixo, listamos algumas das vantagens que essa formação traz:

Como tirar a Certificação Green Belt?


A Gestão Dorsal oferece uma certificação completa em Green Belt. Com ela, os profissionais formados no Green Belt estarão aptos para liderar projetos de média complexidade, com orientação de um Black Belt. Como mencionado na introdução desse post, poderão:

  • Atuar em projetos;

  • Colaborar com a melhoria de processos;

  • Na identificação de problemas e oportunidades;

  • Assim como também na solução dos mesmos.


Quem atua com Gestão de Projetos já está familiarizado com documentos como o "Termo de Abertura do Projeto", que define o escopo do projeto, participantes, marcos, atividades, prazos e recursos a serem utilizados no projeto. No Lean Six Sigma (nível Green Belt) não é diferente: cada projeto deve ser bem documentado e supervisionado.


Ou seja, o profissional certificado como Green Belt ficará envolvido com projeto(s), documentará as entregas do mesmo e irá repassar aos gestores (ou Black Belt) como está o andamento das melhorias. Além disso, um dos diferenciais dessa formação está na parte estatística, que é mais complexa se comparada ao White ou Yellow Belt.


Como no Green a posição do colaborador é maior, ele poderá ajudar com o planejamento das métricas de desempenho, a realização de testes e aplicação das cartas de controle estatístico de processos (CEPs). Sempre com supervisão do Black Belt.


E dentre as métricas de desempenho de processos, vale destacar algumas:


- CMQ: custo da má qualidade;

- CDQ: custo da qualidade;

- DPU: defeitos por unidade.


Se você busca saber sobre métricas e a certificação Green Belt, temos uma ótima notícia: a Gestão Dorsal capacita profissionais nesse nível. Para saber mais sobre a nossa próxima turma, basta entrar em contato conosco: gestaodorsal@gmail.com


#Dica


Caso esteja buscando aprender mais sobre a metodologia em que o Green Belt se baseia, temos uma dica: baixe nosso e-Book Completo sobre Lean Six Sigma!

Preparamos um conteúdo rico sobre o tema para lhe informar sobre essa metodologia e a aplicação dela no âmbito da saúde.


E se você gostou desse post, o que acha de compartilhar nas redes sociais? :D

1.615 visualizações0 comentário