FAQ

O que é gestão em saúde?

A gestão dos serviços de saúde surgiu como uma demanda para permitir a administração eficaz dentro das práticas de saúde, garantindo a eficiência dos serviços disponibilizados.

Somando-se a isso — e aos avanços tecnológicos, à competitividade do mercado, ao aparecimento de empreendimentos inovadores e às mudanças socioeconômicas no mundo —a preocupação com a qualidade de saúde que está sendo oferecida para a população torna-se ainda maior.

Este cenário contribui para o aumento exponencial da demanda de profissionais qualificados e especializados em gestão para montar planejamentos, estratégias de manejo de pacientes e políticas internas de ação de saúde para as empresas.

Que profissionais trabalham na área de gestão em saúde?

O especialista de gestão em saúde tem como base formação na área de saúde, administração e ainda em áreas complementares como tecnologia. São profissionais com um leque enorme de atuação no mercado, podendo trabalhar na organização e gerenciamento de serviços, planejamento hospitalar, clínico e laboratorial, gestão administrativa e orçamentária, consultoria e muitos outros campos.

Que tipo de empresa de saúde demanda profissionais qualificados para gestão?

De maneira geral, todos os estabelecimentos em saúde precisam de uma gestão qualificada.

 

Abaixo, citamos alguns:

  • Casas de repouso, de saúde e espaços para reabilitação;

  • Clínicas, policlínicas e centros de saúde;

  • Consultórios;

  • Hospitais;

  • Laboratórios de análises e diagnósticos;

  • Maternidades.

O que faz um gestor de um empreendimento de saúde?

O gestor de um empreendimento de saúde, em especial, um hospital, está inserido em um ambiente onde o menor erro pode ter implicações na vida de uma pessoa. Por isso, quem faz a gestão de um hospital deve ser capaz de administrar um complexo sistema, que inclui atividades como:

  1. Compra e controle de estoque de insumos e medicamentos

  2. Controle de fornecedores

  3. Gestão de processos

  4. Gestão orçamentária e de custos

  5. Gestão de pessoas

  6. Elaboração de contratos e licitações

  7. Monitoramento do descarte de materiais

  8. Gerenciamento dos recursos.

Cada uma destas áreas, entretanto desdobra-se em muitas outras como, por exemplo, no acompanhamento do quadro de funcionários, ou no controle dos atendimentos realizados.

Também é importante lembrar a tarefa da gestão financeira exige decisões acertadas que não comprometam os trabalhos, sem contar o controle de estoque, inclusive de medicamentos e a organização do planejamento, que permite o pagamento de despesas e obrigações como a folha salarial.

É possível terceirizar a gestão de um empreendimento de saúde?

Sim, é possível e está previsto em lei. Esta estratégia de gerenciamento consiste em oferecer mão de obra qualificada que contará com profissionais capacitados para a realização de tarefas necessárias dentro das organizações de acordo com as especificidades e grau de complexidade.

A Dorsal é uma empresa preparada para atuar junto ao cliente em diferentes áreas com profissionais que realizam diagnóstico e estruturam os processos junto aos gestores ou para sua própria atuação. A empresa disponibiliza um ou mais profissionais, de acordo com o produto comprado pelo cliente.

É possível terceirizar a gestão completa ou apenas uma área?

A Dorsal terceiriza a operação das áreas de Controladoria, Processos e Qualidade do cliente, mas também está preparara para a realização da Gestão Plena do empreendimento em saúde.